Governo do Estado de Santa Catarina
Ouvidoria Doadores
DEINFRA DEPARTAMENTO ESTADUAL DE INFRAESTRUTURA Governo do Estado de Santa Catarina SIE

Notícias

Saiba mais sobre o início da transferência de carga da Ponte Hercílio Luz para a estrutura provisóri

Data de publicação: 2017-02-08

Qual procedimento será realizado?
Terá início a transferência de carga da Ponte Hercílio Luz para a estrutura provisória construída abaixo da ponte. Ou seja, a estrutura da ponte começará a ter contato real com a estrutura de suporte construída ao longo destes últimos anos. O objetivo é aliviar a tensão das torres para que possa ser iniciado o processo de restauração das peças que integram o vão central. 

Nesta primeira etapa, serão transferidos 20% da carga, por meio de um deslocamento de 10 centímetros da ponte. Para o processo, serão instalados 54 pontos de elevação. A operação é essencial para dar início ao próximo trabalho no vão central, que consiste na sustentação das barras de olhais.

Na próxima etapa, serão construídas 26 torres (com peso total de 440 toneladas) que vão sustentar as barras de olhais para o trabalho de restauração propriamente dito. Esse peso extra das torres não pode ser colocado no vão central nas atuais condições. Por isso, é necessária a aproximação em 10 centímetros entre a ponte e a estrutura provisória (uma aproximação que vai transferir um peso de 880 toneladas da estrutura da ponte para a estrutura provisória).

A aproximação total entre ponte e estrutura provisória, com transferência de 100% da carga, exige um deslocamento de 50 centímetros. Os 80% restantes, 40 centímetros, serão transferidos no segundo semestre.

Existem riscos para a estrutura da ponte?
Qualquer obra de engenharia tem seus riscos inerentes. Mas são riscos calculados. E no caso da Ponte Hercílio Luz, foram realizados todos os estudos técnicos necessários e a recomendação é pelo procedimento previsto, dentro do planejado. Ou seja, o procedimento tem o aval de renomados especialistas em engenharia. Tudo foi simulado com os mais modernos softwares de engenharia.

O deslocamento previsto, de 10 centímetros, está dentro das tensões admitidas. Isso porque hoje, apenas com as variações de temperatura, a ponte tem oscilações diárias de até 15 centímetros de deslocamento.

Quando o trabalho será realizado?
Entre a noite do dia 11/2 e a madrugada do dia 12/2. A escolha do horário deve-se, principalmente, ao menor tráfego de veículos na região neste período. E também à questão climática. Esse tipo de operação é mais indicado para períodos de menor calor.

A data pode ser alterada?
A data somente será alterada em caso de ocorrência de chuva ou de vento fortes.

Se essa operação não for realizada nos dias 11 e 12 de fevereiro, pode atrasar a obra de restauração da Ponte Hercílio Luz?
Sim, a realização do trabalho previsto nas próximas semanas é importante para a manutenção do cronograma das obras de restauração. Só depois da transferência de 20% da carga para a estrutura provisória, é que poderão ser intensificados os trabalhos no vão central.

Como ficará o trânsito durante os trabalhos nos dias 11 e 12?
Entre às 22h do dia 11/2 e às 7h do dia 12/2, será proibido o trânsito de qualquer tipo de veículos e/ou de pedestres abaixo da ponte, tanto na área insular como continental. Será proibida, inclusive, a passagem de barcos por baixo da ponte. As mudanças são recomendações do Deinfra, com aval de toda a equipe técnica que acompanha o projeto. O monitoramento ficará sob responsabilidade da Polícia Militar. Moradores da área também foram notificados pelo Deinfra sobre as medidas necessárias.

Veja abaixo os mapas com as mudanças no trânsito:

Área insular

Área continental

As pessoas poderão acompanhar a transferência de carga do vão central da Ponte Hercílio Luz? Existe algum local específico?
Não. Como o deslocamento da estrutura é de apenas 10 centímetros, mesmo quem estiver nas proximidades, não deve perceber o movimento da ponte. E por medidas de prevenção à segurança da população, o entorno da ponte será isolado.

Qual a distância mínima que as pessoas poderão ficar durante o procedimento?
Na área das duas torres, o isolamento será em uma faixa de 100 metros de raio. E nas demais áreas, de 50 metros de distância da estrutura da ponte. De qualquer forma, a orientação dos profissionais é que a comunidade evite qualquer tipo de aglomeração na região.

Quantos profissionais vão trabalhar na operação?
Serão cerca de 60 profissionais em cima da ponte, sendo 45 da empresa Teixeira Duarte, sete do Deinfra e os demais de órgãos supervisores. Também estarão no canteiro de obras da ponte equipes da Polícia Militar e da Defesa Civil de Santa Catarina.

Como está o cronograma da obra? Quais os próximos passos?
O contrato com o grupo português Teixeira Duarte foi assinado em março do ano passado e a ordem de serviço foi entregue no dia 18 de abril. O prazo de execução previsto é 30 meses, com conclusão dos trabalhos prevista para outubro de 2018, sendo a última etapa a remoção da estrutura provisória.

Agora, a equipe da Teixeira Duarte trabalha no reforço das fundações da estrutura provisória. E após a transferência de 20% da carga da ponte para estrutura provisória, serão construídas 26 torres que vão sustentar as barras de olhais para o trabalho de restauração propriamente dito. Também será necessário fazer o esteamento das duas torres principais.

Confira fotos e outras informações sobre a ponte no site oficial: www.pontehercilioluz.sc.gov.br

Informações adicionais para a imprensa:
Alexandre Lenzi
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: lenzi@secom.sc.gov.br
Telefone: (48) 3665-3008 / 98843-4350
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e  @GovSC


DEINFRA-SC - Departamento Estadual de Infraestrutura
  • Rua Tenente Silveira, 162 - Edifício das Diretorias - Centro
  • Florianópolis - SC - 88010-300
  • +55 48 3251-3000
  • www.deinfra.sc.gov.br
  • COMO CHEGAR